Aquele papo sobre ser você mesma

Todos nós possuímos características que não gostamos, geralmente é mais fácil falar dos nossos defeitos do que nossas qualidades. Mas será que tudo que nós chamamos de “defeito” são realmente defeitos? Muita gente diz que eu sou esquentadinha, brigona, barraqueira e eu (como uma boa pessoa que só reconhece defeitos em mim mesma) sei que isso é verdade. Eu sou esse tipo de pessoa que se não to gostando vou embora, se eu me sinto atacada eu ataco, se eu acho que uma coisa não está certa eu não fico calada. Esse meu jeito se deve a convivência com pessoas grossas e abusivas a minha vida toda e talvez por eu não poder me impor com elas, me imponho a todo o resto. Acho que nós temos uma cota de coisas para aguentar, e eu realmente não aguento mais grosseria de ninguém. Só que apesar de ser assim, eu sou bem sentimental e depois começo a pensar que eu sou a culpada, que sou muito impulsiva e que deveria ter pensado mais antes de sair assim desaforada. Mas será que a maioria das vezes esse meu jeito é um defeito? Já cometi erros como todas as pessoas normais mas parando para refletir, todas as vezes que eu agi assim eu realmente tive motivo. Eu não sou uma pessoa que vai arrumar briga com você por qualquer coisa ou começar uma discussão pelo simples fato de discutir. Eu desprezo esse tipo de pessoa. Eu sou realmente calma até demais, não explodo com facilidade. E é muito fácil uma pessoa me fazer sentir culpada e isso sempre acontece quando sou repreendida por ser assim “esquentadinha”. Já pensei muitas vezes em mudar meu comportamento e já tentei fazer isso para ser socialmente aceita, e com medo de perder pessoas que eu gosto. Mas será que sou eu mesma que devo mudar? Ou será que as pessoas que tem que parar de justificar os erros delas e tratamentos abusivos usando meu “defeito” como desculpa? Não aturar comportamentos, situações e tratamentos que eu acho errado, é realmente um defeito? Comecei a me questionar dessa vez, tratando o meu defeito como uma qualidade. Eu me imponho e não aceito ser tratada de uma forma que eu não mereço… E isso é um defeito por acaso? Acho que eu (todos nós) temos que parar de deixar as pessoas nos tratarem mal e nos fazerem sentir culpadas usando defeitos nossos para o justificar os delas. Sei que meu defeitinho é qualidade para muito gente.Tenho que ter orgulho de mim mesma porque eu sei me impor diante das situações. Vou ser sempre eu mesma, não tenho que mudar para agradar ninguém. Vou ser sempre a “nervosinha” mas nunca vou aceitar menos do que eu mereço e abaixar minha cabeça para ninguém. Antes de amar alguém você tem que se amar, você não tem que se diminuir para ser amada e aceita, você não tem que ser menos do que você é porque alguém não aguenta a sua imensidão. Se você deixa de ser você mesmo para agradar alguém, aonde é que seus sentimentos ficam nessa história? Assim como eu, aconselho a quem estiver lendo esse texto que pare para refletir sobre isso. Pense nas suas qualidades e defeitos sem pensar nas pessoas,sobre o que elas dizem de você ou sobre o que elas acham que sabem sobre você. Se conheça e se ame! Não pense em você mesmo usando a imagem que outros tem sobre você.

Ps: a ruivinha da foto sou eu :}

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s